Portal de extrema-esquerda critica cobertura jornalística sobre morte de homem pardo

Rio de Janeiro, 22 de novembro de 2020

CLIQUE AQUI E SIGA QUEM A HOMOTRANSFOBIA NÃO MATOU HOJE? NO FACEBOOK

O portal DCM publicou um texto curioso assinado por Joaquim de Carvalho. Na postagem, o ativista e jornalista se questiona sobre quem teria informado ao jornalista Rodrigo Constantino quanto ao vídeo em que o homem pardo morto em um hipermercado aparece dando um murro no rosto de um segurança. O homem pardo já havia se envolvido em uma confusão dentro da loja e era pacificamente conduzido para fora do estabelecimento, até dar um murro em um dos trabalhadores e iniciar uma pancadaria generalizada.

O jornalista de extrema-esquerda, que se anuncia como tendo passagem pela Veja e pelo Jornal Nacional, não questionou os fatos exibidos no vídeo publicado por Constantino. Se limitou a indagar como o jornalista teria tido acesso às imagens e a questionar a conveniência quanto à exibição mais clara dos fatos.

Curioso caso de um jornalista de extrema-esquerda que se irrita quando uma informação inicialmente limitada passa a ser divulgada de modo mais detalhado.

Experiente jornalista de extrema-esquerda se irritou com informações passadas por Rodrigo Constantino

Segue o texto publicado por Joaquim, na íntegra:

Estranho que as imagens tenham sido vazadas para um comunicador de extrema direita, Rodrigo Constantino, o mesmo que disse há pouco tempo que não denunciaria criminosos no caso da filha ser estuprada em uma festa. De qualquer forma, o soco de João Alberto não justifica a brutalidade com que foi espancado até a morte. Também não muda a narrativa coisa nenhuma. Se o agressor fosse um branco, os seguranças reagiriam da mesma forma? Além disso, haveria a condução de João Alberto pelos seguranças. Esse vazamento cheira à tentativa de manipulação dos fatos, para negar que existe no Brasil o racismo estrutural.

Uma resposta para “Portal de extrema-esquerda critica cobertura jornalística sobre morte de homem pardo”.

  1. Poderiam fazer uma análise independente dos crimes interraciais no Brasil?

    Será que no Brasil as maiores vítimas também são os brancos?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: