Internacional

Transgêneros e transnúmeros: três homens se identificam como uma mulher e vencem prêmio literário, feministas vão à loucura

Homens se identificam como mulheres. Mulheres são legalmente registradas como se fossem homens. Seres humanos se declaram publicamente alienígenas. Homem processa depiladoras por não terem aceito passar cera quente em seus testículos femininos. Britânico faz cirurgia e se declara coreano de nascença. Famosa ex-atriz da Disney diz que não é homem nem mulher e demonstra preocupação com o risco de palavras do seu idioma soarem ofensivas a extraterrestres.

Você achou que não conseguiria mais se surpreender? Achou errado.


Anúncios


Três homens passaram anos se identificando como uma única mulher, ganharam um prêmio de um milhão de euros, e parte dos feministas estão enfurecidos da vida com o “roubo de protagonismo”. Dessa a vez, ao contrário dos exemplos reais citados no primeiro parágrafo, o episódio não tem nada a ver com a malfadada teoria queer.

Acontece que em 2018 uma nova e misteriosa escritora foi lançada no mercado espanhol, vendendo milhares de cópias de uma série de romances policiais tórridos e violentos. A autora, Carmen Mola, era sabidamente um pseudônimo, como esclarecia uma entrevista publicada 24 de julho de 2020, publicada pelo El Comercio :

“Quem é Carmen Mola ? Não sabemos. Alguém, homem ou mulher, que do anonimato revolucionou o romance policial espanhol com sua série estrelada pela inspetora Elena Blanco. Foi dito, ao lançamento de seu primeiro romance, ‘ La novia Gitana ‘ (Alfaguara, 2018), que ela teria nascido em 1973, seria professora universitária e viveria em Madrid com o marido e três filhos. Verdade ou mentira? É um mistério. O que sabemos é que ela escreve de uma forma muito dura, um romance policial impróprio para os sensíveis, e que uma mosca preta na capa é um sinal de reconhecimento de suas obras.”


Anúncios

Carmen vinha sendo reconhecida como um ícone da literatura feminina e feminista espanhola, a ponto de ter sido listada pelo Instituto de la Mujer de Castilla La Mancha numa lista de livros e filmes de leitura obrigatória por mulheres que “nos ajudam a entender a realidade e as experiências das mulheres”.

Pois muito que bem. Os romances continuaram fazendo sucesso, um após o outro, e o primeiro deles foi indicado para o Prêmio Planeta, um dos maiores da indústria literária espanhola. Na cerimônia de entrega me aparecem três marmanjos, roteiristas já prestigiados na Espanha: os escritores Agustín Martínez, Jorge Díaz e Antonio Mercero.

Os três afirmam que o pseudônimo nada teve que ver com qualquer crítica ou zombaria à ideologia feminista, que era apenas uma forma de evitar associação prévia com seus trabalhos anteriores, e que o sexo foi escolhido ao acaso, mas o que tem de feminista putaço tanto nas redes sociais quanto nas redações de publicações especializadas não está no gibi.

No twitter, as mesmas alegações de sempre: roubo de protagonismo, machismo estrutural, invisibilidade das autoras femininas, domínio do patriarcado.

No portal madrilenho El Español, a jornalista Lorena G. Maldonado dedicou sua coluna de ontem, batizada de “E Carmen Mola eram três tiozões: a piada do mais reacionário Prêmio Planeta“, a explicar que quando uma mulher (e citou várias no artigo) escreve através de pseudônimo masculino trata-se de um ato heroico contra o patriarcado que silencia as vozes femininas, mas quando três homens escrevem sob pseudônimo feminino é porque são meninos mimados que não aceitam a hegemonia atual das mulheres na mídia. Go figure.

Uma livraria da capital espanhola, especializada na venda de livros escritos por mulheres, já informou que não irá respeitar a identidade de gênero e número dos três rapazes e vai tirar os livros de Carmen das prateleiras. Que falta de sororidade!



3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: