Checagem Estatísticas feministas

Checa daí que eu checo daqui: ainda sobre a “taxa rosa”, narrativa feminista que vem ganhando força

Publiquei ontem um texto em que revisava as informações disponíveis em dois estudos sobre a tese de que mulheres pagam mais por produtos masculinos semelhantes. A ideia disseminada é de que preços de itens classificados como femininos seriam mais caras que as masculinos correspondentes e alegações sobre ela quase sempre vêm acompanhadas de alegações sobre o preço das lâminas de barbear/depilar. Os dois estudos apresentavam listas bem reduzidas, nove itens cada, com exemplos de onde isso aconteceria.

Anúncios
Fabio Mariano Borges é pesquisador da ESPM e autor de um dos estudos sobre Pink Tax.

Refiz as listas dos dois estudos, utilizando preços divulgados ontem em sites de venda virtual. Nos casos em que o estudo indicava, refiz as pesquisas com base nos mesmos modelos, fabricantes e lojas utilizados nas pesquisas. Isto blindava a minha análise de qualquer cherry picking (de eu estar propositalmente selecionando exemplos favoráveis ao meu discurso).

O que encontrei foi que a maioria dos produtos que foram apresentados como mais caros para mulheres nos dois estudos estavam (ontem) mais caros para homens. Isso pode indicar cherry picking nos estudos originais (que os autores dos dois estudos pinçaram propositalmente casos em que os produtos femininos estivessem mais caro, à data de suas pesquisas).

De qualquer modo, o achado demonstra um aspecto que precisa ser considerado nesta discussão: preços são fluidos. É normal que um produto esteja mais caro numa loja num dia, mais barato no outro ou que um desodorante feminino esteja mais barato numa farmácia e mais caro na farmácia seguinte, acontecendo o oposto com o concorrente.

Os fatores que condicionam estas diferenças são múltiplos. Por exemplo: encontrei camisetas brancas CK masculinas mais baratas que as femininas (este era um dos produtos apontados por um dos estudos). Acontece que as masculinas estavam em ponta de estoque (só tinha os tamanhos PP e GGG) enquanto as femininas tinham todos os tamanhos. A diferença de preço provavelmente estava sendo condicionada por um fator muito mais razoável do que “machismo”.

QUANDO TE FALAREM SOBRE PINK TAX, FAÇA VOCÊ MESMO AS CHECAGENS, PEÇA PARA O INTERLOCUTOR TE AJUDAR

Narrativas vitimistas vencem, entre outros muitos motivos, porque as alegações raramente são checadas em seu cerne. É muito comum, diante da narrativa do “pink tax”, que o discordante apenas repita que “quem manda mulheres serem burras e pagarem mais apenas pelo rosa” do que verificar se mulheres de fato pagam mais pelo rosa. E não é difícil a segunda opção. Como diria a filósofa Transimone de Queervoir, checa daí que eu checo daqui.

Pense em qualquer produto que seja usado por dois sexos e que seja comparável em masculino vs feminino. Pensou em lâmina de barbear/depilar? Ótimo.

Agora pense em onde vende-se lâmina de barbear. Na Drogas Raia? Na Venâncio? No Pão de Açúcar? Vamos lá? Vamos pesquisar os preços de hoje para itens femininos e masculinos? Vamos pesquisar os preços do dia em que você ler este post? Vou deixar as imagens agrupadas abaixo, refaça o mesmo teste aí na sua casa no dia que estiver lendo este post.

LÂMINAS

Anúncios

Observou alguma diferença significativa entre produtos com características semelhantes? Eu observei: o pacote com quatro unidades na Pacheco está significativamente mais barato, na versão feminina. Observei também que no Pão de Açúcar a embalagem feminina com duas unidades Prestobarba 3 sai um pouco mais caro, e a com quatro sai mais barata (e com maior diferença). Para a maioria das versões, quando se compara itens semelhantes (mesma quantidade, com mesmas características, no mesmo tipo de embalagem) não há diferença para a versão masculina em relação à feminina.

É pura narrativa feminista a história de que depiladores custam mais caro do que barbeadores porque são rosas. Depiladores e barbeadores são vendidos na mesma faixa de preço e muitas vezes mais baratos na versão feminina, em outras na masculina, mas sem que haja um padrão em qualquer dois dois sentidos. É claro que você não vai comparar o Bic Comfort de dois com com Prestobarba 3 de quatro.

MULTIVITAMÍNICOS

Vamos continuar na farmácia e ir na seção de multivitamínicos, que agora deram pra ter versão masculina e feminina (a diferença é mínima, geralmente se limitando a maiores índices de ferro para mulheres por conta da perda de sangue menstrual e maiores índices de zinco e magnésio para homens por conta da testosterona).

Anúncios

Nas versões Select e Essenciais as pílulas “masculina” e “feminina” estão a exato o mesmo preço. Na versão simples a masculina está em promoção de menos 25% se levar duas caixas, o que a torna mais barata em relação à de 60 drágeas (levar duas de 30 sai mais barato que levar uma de 60, para os homens). Já na Raia os preços são rigorosamente idênticos. Vamos aos perfumes?

PERFUMES E DESODORANTES

Perfumes, assim como vestimentas, não são tão comparáveis entre si quanto barbeadores e pilulas de multivitamínicos. Um CK One não é a mesma coisa que um CK Be (ambos unissexes): mudam os ingredientes, o público, a fragrância, a fixação, a moda. Mas comparemos algumas marcas masculinas e femininas.

Anúncios


Na L’Occitane en Provance as embalagens masculinas têm todas 75 ml e a mais barata custa 399 reais. Entre as femininas, as opções são mais variadas em tamanhos e fragrâncias, com a mais barata custando 145 reais, mas considerando apenas as de menor volume, há duas opções que custam 379 reais. Na Riachuelo a fragrância mais barata CK de 50 ml é masculina, mas a mais barata Bvlgari de 100 ml é feminina. Já na Renner os preços das embalagens mais baratas de Benneton 50ml não variam, exceto pelo fato que uma das opções femininas dá um hidratante de brinde.

Um achado curioso é o preço do desodorante Dove na Drogas Raia: as versões masculinas estão mais baratas no preço unitário, mas a promoção “leve + pague -” está mais vantajosa na versão feminina.

ROUPAS

Anúncios

Renner: calças jeans azul da etiqueta Blue Steel, disponível no tamanho 38, selecionadas da mais barata para a mais cara, femininas vs masculinas: todas as oçpções mais baratas são femininas. Riachuelo: tênis Adidas tamanho 39 selecionados do menor para o menor preço: mesmíssimo preço nas versões mais baratas masculina e feminina. Centauro: camiseta esportiva Speedo diversos tamanhos: opções mais baratas são femininas.

Cadê a tal da pink tax? Está vendo por aí? Porque aqui ela tá meio escondida.

BRINQUEDOS E ITENS INFANTIS

Em uma das fontes que vi sobre este tema comparava-se o preço de um Cara a Cara temático feminino com um cara Cara a Cara básico, sem tema, que era tratado como masculino. É um slide de alguma palestra aparentemente apresentada na ESPM (tem selos da instituição), mas está hospedada no site do Poder 360. Parece ser essa a fonte do tal estudo da ESPM que é citado neste blog aqui.

Como não consegui confirmar a origem (se foi uma palestra apresentada pelo próprio Fabio Mariano, se contém os mesmos exemplos que foram comparados por ele na pesquisa), não usei no post de ontem. De qualquer modo, não façam isso, feministas. Quem quer que tenha comparado o preço do Cara a Cara básico com o temático Princesas Disney e apresentado como evidência de pink tax estava errado.

Não dá pra comparar um item básico de um brinquedo com um item especial com temas Disney. Sobre o item especial incidem direitos sobre marca que são pagos à detentora da marca e transferidos ao cliente.

Pelos mesmos motivos de comparar roupas e perfumes, é difícil comparar brinquedos: uma boneca pode estar mais cara que um boneco simplesmente porque a boneca é de um desenho mais famoso, que está fazendo mais sucesso entre as meninas. Mas vamos lá. Última etapa da minha checagem DIY da narrativa feminista do “pink tax”.

Anúncios

Sim, o Cara-a-Cara Princesas da Disney está mais caro que o básico (que não é masculino, é unissex), assim como o Avengers (este sim mais direcionado a meninos) está mais caro que ambos. Preços de bonecos e bonecas da Mattel selecionados pela ordem de preço também não apresentam diferença padronizada contra meninas, tampouco as saídas de maternidade são consistentemente mais baratas na versão masculina.

AGORA REPLIQUE

Quando um amigo vier com a narrativa de que mulheres pagam mais por produtos semelhantes, mostre este post a ele, peça para ele mesmo refazer as pesquisas com base no mesmo método, utilizando o mesmo produto ou produtos parecidos. Peça para ele te mostrar em qual tipo de item os produtos femininos custam consistentemente (em diversas lojas diferentes, independente das características particulares do produto como volume ou quantidade de lâminas) mais caros que o masculino. Onde está o pink tax? Procure você mesmo. E se achar me conte.


OBS.: Eu juro que não usei cherry picking (não mostrei os casos em que os femininos estavam mais baratos e escondi os que masculinos estão mais baratos), mas eu não peço que você acredite em mim. Eu fortemente sugiro que você refaça as pesquisas feitas aqui por conta própria, nos mesmos ou em outros sites, com os mesmos ou outros produtos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: