Uncategorized

Assista vídeo usado em fake news do Intercept, na íntegra e com roteiro

Rio de Janeiro, 05 de novembro de 2020

CLIQUE AQUI E SIGA QUEM A HOMOTRANSFOBIA NÃO MATOU HOJE? NO FACEBOOK

O tema mais debatido no país tem sido a notícia falsa publicada pelo The Intercept Brasil em torno da absolvição de um homem acusado de estupro – sem provas – por uma influenciadora digital.

O portal de extrema-esquerda publicou uma matéria com diversos elementos de manipulação: informação falsa sobre o motivo da absolvição, omissão de informações relevantes sobre o processo e… um vídeo editado, com trechos selecionados a dedo que davam a impressão de que o advogado de defesa havia agredido gratuitamente a acusadora, com a anuência de juiz e promotor.

O Estadão publicou o vídeo integral da audiência, sem cortes, sem edições. Entre os comentários, um usuário de nome Vitor fez uma linha do tempo sobre a audiência. Compartilho abaixo o vídeo disponibilizado pelo Estadão e, a seguir, a linha do tempo publicada por Vitor (recomendo que quem assistir procure o comentário dele e o agradeça pela imensa contribuição).


SEGUE o comentário publicado pelo usuário Vitor:

Nessa postagem pretendo ajudar quem não tem tempo pra assistir a vítima e do acusado com os timestamps. Não pretendo assistir o testemunho da mãe ou da testemunha comum. Os timestamps em si são relevantes, meus comentários não vem de uma posição neutra pois após pesquisar e ler eu acredito na história do réu. Vale lembrar também que a Mariana estava bem frustrada durante a conferência. Em menos de 5 minutos já deu pra ver que ela quer falar mais alto que todo mundo na sala. Tudo pra ter o direito de estar acompanhada sendo que não é pra ela estar acompanhada

Em 6:22 temos uma explicação (quase)clara e objetiva sobre o motivo deles precisarem que a Mariana esteja sozinha. Há problemas com a conexão do doutor Thiago da defensoria pública, e isso é uma constante durante o vídeo.

Em 9:30 ela demonstra de novo essa agressividade gratuita. Sendo que o endereço do acusado foi informado.

Em 15:15 vamos novamente a uma alteração sem motivo nenhum. A pergunta foi clara “a imagem foi manipulada?” com respostas simples de sim/não. É um trecho de pelo menos quatro minutos onde ela destrata as pessoas que estão no caso dela. A resposta do profissional não foi justificada, mas é inegável que houve provocação. Após o trecho anterior temos o início da teoria da conspiração da Mariana, onde ela insiste que alguma das amigas dela tomou a decisão de drogá-la. E de repente todo mundo se torna um criminoso na visão dela, ela insiste que o caso foi um crime organizado contra ela sem apresentar uma única prova disso.

26:14 há a apresentação da parte em que Mariana pega o Uber. Decidi pular a etapa em que ela chama o Uber porque é perfeitamente plausível que uma pessoa desorientada seja capaz de apertar no botão “casa” enquanto está com a localização do celular ativa. Enfim, na parte em que ela entra no carro temos aquela contradição clara em que uma pessoa desorientada confirma na hora qual é o carro que chegou e desvia de todas as pessoas no caminho até o carro.

29:13 vamos em uma tangente do “perdi tudo” e uma tentativa de usar o emocional de novo. Seguido de outro devaneio de uma mafia do estupro.

32:37 temos a descrição da defesa sobre tudo que foi feito pela Mariana enquanto estava, supostamente, dopada.

34:00 há a pergunta que desmonta toda a teoria de que ela estaria dopada. Pois nenhum tipo de substância foi encontrada nos exames. Mas ela insiste que foi erro, mesmo que o órgão não tenha mencionado erro em momento algum.

36:24 o resumo da pergunta feita: “se você tem provas, por que não as apresenta para que a justiça seja feita?” Há menção do vestido que nunca foi apresentado como evidência também.

38:50 ela é abandonada pelos amigos e fala sobre o ato. E logo que o emocional não funciona ela faz um curto “a conversa é essa e os fatos são esses.” é algo interessante como ela flutua entre o choro e a rispidez .

41:10 “cultura do estupro, machismo, patriarcado” excelentes argumentos.

45:15 é o início da conferência com a mãe da Mariana, Luciane.

2:06:18 é o início da conferência com o acusado.

2:15:25 comentários relevantes sobre o fato, considerando o que vem a seguir e encaixando algumas peças com o relato da vítima e o texto dos autos.

2:15:49 início da versão do acusado

2:17:03 confesso que eu ri muito disso e queria compartilhar no comentário, só isso mesmo.

2:18:12 perguntas ao acusado

2:19:33 se isso for verdade então o ato foi premeditado e ela assumiu que era o roberto marinho neto pois o acusado estava pagando a conta.

2:20:42 reconstrução da linha do tempo pelo acusado

2:29:25 mais perguntas ao acusado, em sequência.

2:35:06 uma pergunta relevante sobre o local onde ocorreu o ato.

2:36:13 início do assistente de acusação com sua primeira pergunta.

2:36:50 segunda pergunta do assistente de acusação.

2:37:34 terceira pergunta do assistente de acusação. A terceira pergunta segue de várias perguntas menores dentro do próprio questionamento.

2:38:43 quarta pergunta do assistente de acusação, sobre o réu ter visitado o cafe de la musique outras vezes no passado.

2:39:20 é passada a palavra ao advogado de defesa. Não sendo surpreendente pelo papel dele agora seguem perguntas para melhorar a imagem do acusado.

2:39:32 sobre o uso de drogas, e sobre o que foi encontrado no celular do acusado.

2:41:15 como foram obtidas as imagens da Mariana.

2:43:57 um comentário interessante do acusado que parece uma constante em todos os casos onde há grande “interesse público” do “tribunal da internet”.

2:44:16 sobre um advogado que o esta representando em Minas Gerais. Mostrando uma possível evasão da Mariana.

2:45:51 um desabafo do acusado com a situação em que se encontra.

2:51:15 , 2:51:57 , 2:52:27 as aventuras da delegada encarregada do caso. Não temos certeza se realmente ocorreram temos problemas maiores.

2:56:50 considerações finais Obrigado ao Estadão por disponibilizar a audiência na íntegra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s