Nadadora do sexo masculino surpreende ao quebrar recordes em competições femininas

SIGA QUEM? NÚMEROS NAS REDES SOCIAIS


Uma atleta do sexo masculino está chamando grande atenção ao quebrar recordes pela equipe feminina de natação da Universidade da Pensilvânia. A pessoa que nasceu homem, mas hoje se declara mulher, “nadou entre os homens por três anos, sob o nome de batismo Will Thomas, e trocou de categoria após um ano de hiato“, relatou a reportagem da gloriosa revista Época.

Numa competição recente, a garota do sexo masculino venceu as disputas de 200 jardas nado livre feminino e 1650 jardas nado livre feminino. Isto levou a ataques da extrema-direita nos EUA e no mundo. A extrema-direita é formada por intolerantes que ainda acreditam que só porque uma pessoa nasceu homem ela não deveria competir e ganhar medalhas em competições desenhadas para ser disputadas por pessoas que nasceram mulheres. Anteriormente a mulher já havia conquistado ouro numa disputa dos 500 metros livres.

Segundo a matéria da Época, internautas norte-americanos criticaram a participação do homem que se tornou mulher. Uma treinadora de extrema-direita teria escrito que “Bem, é claro que os recordes das mulheres estão sendo quebrados! Lia competiu como homem durante os primeiros três anos na #NCAA. Isso não está certo! Precisamos voltar para os #EsportesBaseadosemSexo! #SexoNãoGênero para preservar a justiça para as atletas do sexo feminino”, deixando claro acreditar que homens são superiores às mulheres quando se trata de velocidade dentro da água e que a atleta só bateu recordes porque é um atleta.

No Brasil, uma famosa feminista declarou que pretende comprar uma bicicleta que nasceu motocicleta para competir em competições de ciclismo.



Jessicão, a feminista, tem milhares de seguidores em seus perfis nas redes sociais. Ela já foi, por diversas vezes, censurada pela máquina patriarcal de opressão.

A Confederação Brasileira de Ciclismo não foi procurada por nossa reportagem e não se manifestou sobre a aceitação de mulheres que nasceram homens e nem sobre a aceitação de bicicletas que nasceram motocicletas em suas competições.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: